Notícias
Arquivo Nacional dos EUA disponibiliza acervo de GIFs históricos

Acervo online inclui imagens animadas produzidas a partir dos arquivos preservados pela instituição.

Fonte: Superinteressante.

Você já procurou em vão por GIFs animados de qualidade produzidos por uma fonte confiável? Já se sentiu frustrado por não conseguir encontrar um GIF com a devida atribuição de autoria? O Arquivo Nacional dos Estados Unidos aposta que sim. Buscando resolver esse probleminha chato que você provavelmente nem percebeu ter, a instituição estadunidense lançou no Giphy um canal com centenas de imagens animadas produzidas a partir de seu acervo histórico.

De eventos históricos a registros antigos de celebridades (passando até por marujos com gingado invejável), o arquivo é um passeio pela história americana, reunindo inclusive imagens que pré-datam a animação. É possível, por exemplo, encontrar por lá uma versão animada do escritor Walt Whitman (produzida a partir de fotografias do escritor) e até patentes animadas. Pode faltar uma ocasião para usar um desses GIFs em uma conversa casual, é verdade, mas eles são certamente registros fascinantes.

A iniciativa é uma forma de conectar um público mais amplo ao rico acervo imagético preservado pela instituição e explorar uma nova forma de interação com arquivos históricos. Cada uma das imagens presentes no canal no Giphy redireciona o usuário ao catálogo do Arquivo Nacional, que oferece mais informações sobre a fonte do material – incluindo datas e informações técnicas e até conteúdos audiovisuais integrais.

Ao oferecer contexto e fontes para explorar mais a fundo a origem dessas imagens, o conteúdo celebra a história e alimenta o debate sobre a atribuição de fontes de imagens disponibilizadas na internet. Isso porque, segundo alguns pesquisadores, um bom meme não dispensa explicações. “Ao deixar de oferecer contexto e de fazer uma ponte com as muitas fontes históricas disponíveis para pesquisa na internet, [GIFs e imagens sem identificação de fonte e origem] subtraem da História aquilo que ela tem de mais divertido: curiosidade, trabalho de investigação e descobertas”, argumenta Rebecca Onion da revista Slate.

Segundo uma visão mais pessimista de como nos relacionamos com imagens, a divulgação de registros audiovisuais sem informações de suas origens “dão a ideia de que a História é nada mais do que pequenos vislumbres superficiais de algum tempo anterior ao nosso, um tempo que existe apenas para entreter brevemente e ser esquecido, sem um interesse sobre o que significa”, afirma a historiadora Sarah Werner.

Agora, você já sabe: da próxima vez que for compartilhar um GIF nas redes sociais, basta digitar na busca “ArchivesGIF” do Giphy (ou diretamente na busca de imagens animadas do Twitter e do Facebook) para brindar com Ernest Hemingway um bom GIF com um pedacinho de história.

 

Foto: Reprodução/Conarq.

Veja também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

4 × 4 =