Notícias
Biblioteca faz atividades para comemorar patrono

Em comemoração ao aniversário do patrono da Biblioteca Municipal de Itaboraí, Joaquim Manuel de Macedo, celebrado no próximo dia 24, a Prefeitura de Itaboraí irá realizar programação especial com atividades gratuitas na próxima quinta e sexta.

Na quinta, a partir das 10h, acontece visita orientada com a servidora Alexandra Barbosa, saindo da biblioteca para o busto de Joaquim Manuel de Macedo e o Centro Histórico, localizados na Praça Marechal Floriano Peixoto. A visita trará informações históricas, curiosidades e noções de preservação do patrimônio histórico e artístico. Após, já no salão principal da biblioteca, será exibido o documentário “Vida e Obra de Joaquim Manuel de Macedo”, bate-papo com o professor Carlos Alexandre Chavão e apresentação da peça “O Título”, com direção de Zeca Palácio.

Às 14h, haverá contação de histórias em tenda montada na Praça Marechal Floriano, visita orientada e bate-papo com a professora Regina Ferreira.

Neste dia também acontecerá uma exposição de obras raras do autor, contendo os títulos: “A carteira do meu tio”, “Rosa”, “A Namoradeira”, “A Moreninha”, “Uma pupila rica” e “A luneta mágica”, além do acervo da primeira Biblioteca Popular Itaboraiense, fundada por Joaquim Manuel de Macedo, em 1873.

Já na sexta-feira, a programação começa, às 9h, simultaneamente, acontecerá contação de histórias no Espaço Macedinho, na biblioteca, e visita orientada pelo centro histórico, finalizando com documentário e bate-papo. Às 14h, acontecerá visita orientada, documentário e bate-papo. Às 18h, a apresentação da peça “O casamento na Roça”, no palco ao lado da Paróquia de São João Batista. E, finalizando, às 20h, a mostra “Lala entre Amigos Especiais”, com telas de Larissa Martins, portadora de necessidades especiais.

Segundo o diretor da biblioteca, Joaquim Manuel de Macedo foi fundamental para a história de Itaboraí e contribui, até os dias de hoje, para o reconhecimento da cidade. Afinal, ele é autor de grande obra reconhecida na literatura brasileira, “A Moreninha”. “Nosso objetivo é manter viva a memória de Joaquim Manuel de Macedo, principalmente, para a população local”, destacou Wanderson Silvas.

 

Fonte: O São Gonçalo
Foto: Reprodução

Veja também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

oito − um =