Notícias
Comitê para estudos de Reativação da Comissão Brasileira de Documentação Jurídica – CBDJ

O PASSADO

A Comissão Brasileira de Documentação Jurídica (CBDJ) foi criada por convocação da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições (FEBAB), em 7 de julho de 1971, durante o VI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação, com os seguintes objetivos: 1) participar e colaborar com os projetos da FEBAB; 2) desenvolver a capacitação profissional de seus associados mediante o intercâmbio de experiências de grupos jurídicos estaduais; 3) estimular a pesquisa nos campos da Biblioteconomia, Documentação e Informação Jurídica, visando a uma normalização e padronização técnicas de coleta, análise, recuperação e disseminação de informações; 4) centralizar para divulgar as publicações e atividades dos grupos jurídicos estaduais; e 5) integrar os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário a nível federal, municipal e estadual, por meio de uma rede nacional de informação.

A Comissão era composta por grupos jurídicos, que por sua vez eram subordinados às associações vinculadas à FEBAB.

A data precisa da desconstituição da CBDJ não é conhecida.

AS TENTATIVAS DE ESTUDAR A REATIVAÇÃO

Durante o 4º Seminário Nacional de Documentação e Informação Jurídicas, ocorrido em 2013, na cidade de Florianópolis, ficou decidido pela (re)constituição da Comissão Brasileira de Informação Jurídica (CBIJ). Algumas atividades foram desenvolvidas e eventos organizados, mas sua reativação oficial não foi efetivada.

Por ocasião do XXVI do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação (CBBD), realizado em julho de 2015, foi programada uma reunião técnica para cuidar da (re)ativação da CBDJ como comissão nacional vinculada à Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições (FEBAB).

Uma nova diretoria pro-tempore foi eleita e grupos de trabalho (GT) foram organizados.

O FUTURO

A classe de bibliotecários jurídicos precisa discutir a pertinência ou não da reativação da CBDJ, seu formato, fontes de recursos e, especialmente, seu plano de meta.

O OBJETIVO DA REUNIÃO TÉCNICA

O GT escreveram minutas de estatuto e de plano de metas para a CBDJ. Foram feitas tentativas de angariar sugestões por grupos de WhatsApp e lista de discussões, mas não surtiram o efeito esperado.

Os dois documentos foram discutidos em três reuniões técnicas, duas realizadas em São Paulo e outra em Brasília.

Para aumentar o espectro geográfico da discussão e a legitimidade das discussões e decisões, que está sendo proposta uma reunião técnica na cidade do Rio de Janeiro para discutir as minutas de estatuto e de plano de metas para a CBDJ.

 

Por Edilenice Passos

Veja também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

2 × quatro =