Notícias
Conectivade, compartilhamento e mídias sociais: saiba como foi o I Ciclo de Palestras do GIDJ/RJ

Dezenas de bibliotecários e estudantes de Biblioteconomia lotaram o auditório da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro na tarde da última sexta-feira (20/05) para ouvirem as cinco palestras sobre o tema “Biblioteca jurídica e o uso das tecnologias de comunicação e das mídias sociais”.

O assunto a ser discutido já era um indicativo de que os inscritos no I Ciclo de Palestras, organizado pelo GIDJ/RJ, não seria composto – apenas – por bibliotecários formados. Afinal, o público estudante é “especialista” em novidades digitais. O que se observou no evento foi a forma como as funcionalidades da web têm impactado as relações atuais entre gestores de unidades de informação jurídica e os usuários. O destaque, claro, ficou por conta das redes sociais mais populares.

Quem deu início às atividades na primeira mesa foi Eliane Jovanovich, Bibliotecária do Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos da Universidade Estadual de Londrina (UEL), com a palestra “Biblioteca Jurídica e o uso das tecnologias de comunicação e das mídias sociais”.

I Ciclo de Palestras abordou o uso das tecnologias de comunicação e das mídias sociais.

I Ciclo de Palestras abordou o uso das tecnologias de comunicação e das mídias sociais.

Logo após foi a vez de Claunir Tavares, Gestor de conteúdos Web da Procuradoria Geral do Estado, com formação em Marketing. Tavares compartilhou a experiência de parceria junto aos bibliotecários com a palestra “O uso de ferramentas de comunicação nas relações entre a biblioteca jurídica da PGE-RJ e seus usuários”.

A página BiblioJuris, organizada por Sônia de Souza Neves, graduada em Biblioteconomia e Direito, foi o primeiro tema da segunda mesa. Sônia ressaltou o trabalho realizado com a comunidade de estudantes que se preparam para concursos públicos. Em seguida, Dempsey Bragante, diretor de Marketing do GIDJ/RJ apresentou dados de acesso à página do Grupo no Facebook. A mesa de dabates foi finalizada com a fala de um dos patrocinadores.

Eliane Jovanovich, uma das palestrantes, avaliou a iniciativa do GIDJ/RJ: “esse tipo de evento é válido, pois mostramos um pouco do que vivemos na prática. O assunto é diverso e deve ser bastante explorado pois a demanda é grande”.

O GIDJ/RJ também apresentou dados sobre sua página (Foto: Claunir Tavares)

O GIDJ/RJ também apresentou dados sobre sua página (Foto: Claunir Tavares)

A troca de experiências no cotidiano das bibliotecas chamou a atenção dos ouvintes.  “O assunto é interessante, pois sempre compartilhamos experiências que nos ajudam nas instituições. Atualmente desenvolvemos um trabalho de divulgação através de um blog”,  comentou Débora Cordeiro, diretora da biblioteca do TRF, 2ª Região.

 

Para a estudante do 3º período da UFRJ, Priscila Teixeira, não há como fugir deste tema dentro das Universidades. “A tecnologia move o mundo e o bibliotecário precisa estar inserido nisso”, destacou.

A atividade foi encerrada com o pronunciamento da Presidente do GIDJ/RJ Célia Escobar, incentivando a participação de todos no processo de eleições para a nova diretoria da instituição, que está em curso.

 

Por Thiago Cirne

Veja também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

oito + seis =