Notícias
Quando as memórias vão a um consultório

O “Consultório no Arquivo” é um projeto do Arquivo Distrital do Porto, que pretende ajudar pessoas e organizações a conservar e organizar os documentos de arquivo.

Desde 2014 que o Arquivo Distrital do Porto, na Rua das Taipas, abre as suas portas para receber os documentos de arquivo de pessoas ou entidades que queiram salvaguardar o património material – que tanto pode ser resmas de folhas avulsas como álbuns de fotografias. O projeto “Consultório do Arquivo” pretende auxiliar na melhor conservação e organização destes registos, ao mesmo tempo, que sinaliza potenciais fundos de coleção.

A iniciativa tem-se organizado em consultas individuais e coletivas. Este ano, já se organizou uma sessão individual a 25 de janeiro e outra coletiva no passado sábado, 25 de março, a propósito do Dia Nacional dos Centros Históricos. Em cada uma delas, as pessoas podem solicitar o apoio e a ajuda especializada de duas técnicas superiores do Arquivo Distrital do Porto – Olinda Cardoso e Edite Pereira.

Desde as cartas de amor aos arquivos de diversas instituições, as necessidades de cada documento requerem intervenções diferentes, que podem variar consoante o grau de conservação e a disponibilidade (financeira e não só) em investir na recuperação dos registos. As folhas estragadas e sujas, as fotografias amarrotadas, com pó e humidade são das principais maleitas.

As simples técnicas de limpeza e de organização são as primeiras tarefas aconselhadas pelas técnicas. Já os próximos passos podem passar pela aquisição de materiais específicos, como escovas, caixas e borrachas.

As próximas sessões individuais estão marcadas para 24 de maio, 26 de julho e 29 de novembro. Já as consultas em grupo ficam agendadas para 9 de junho e 20 de outubro. O serviço é gratuito, mas requer inscrição prévia.

 

Fonte: Universidade do Porto.

Foto: Reprodução.

 

Veja também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

dezoito − dezessete =